quarta-feira, 15 de maio de 2019

Começa hoje o III Congresso Estadual de Cultura em Bento Gonçalves

             
     Muito falamos da importância da cultura para aquecer a economia do nosso estado. Pois o grande fórum de debates será o 3º Congresso Estadual de Cultura, que será realizado em Bento Gonçalves, entre os dias 15 e 17 de maio. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas através do site www.eventoscultura.com.br

Este evento é um evento diferenciado e único na história da cultura do Rio Grande do Sul. Pela primeira vez serão ouvidos, em forma de congresso, os mais diferentes atores do universo cultural buscando propor políticas de financiamento que contemple as culturas populares, as ações continuadas, as manifestações artísticas e todas as ações que podem ou devem receber incentivo— afirma Marco Aurélio Alves, presidente do Conselho Estadual de Cultura.

Quando o governo, tanto em âmbito municipal, estadual ou federal, vem aplicando cortes em programas, projetos e leis de fomento à cultura o 3º Congresso Estadual se torna imprescindível para o debate. Entre as pautas a serem tratadas há temas relevantes e que sempre estiveram fora da mesa de discussões e, o financiamento de ações culturais populares, está entre elas.  No dia 17, ocorrerá a Audiência Pública da Assembleia Legislativa sobre financiamento da Cultural, seguido de painel com o resultado das discussões e debates desta edição do Congresso.



III Congresso Estadual de Cultura, Bento Gonçalves
Local: Casa das Artes e Hotel Dallonder
Bento Gonçalves – RS

15.05.2019 - quarta-feira
18h30min - Show de abertura: Camerata da OSPA jovem
19h - Abertura oficial    Casa das Artes, em Bento Gonçalves
19h30min – Performance Teatro da Crueldade
Despindo o Abuso – um grito contra a violência e o abuso sexual
Direção: Marcelo Restori
19h40min – Palestra inaugural: Werner Schunemann  
20h40min – Um solo para a identidade desta terra: Pirisca Greco

16.05.2019 - Quinta-feira
 9h - As Organizações da Sociedade Civil e os Coletivos
Eduardo Vidal  – A.A da Casa de Cultura Mário Quintana 
Rafael Diogo dos Santos - Casa da Cultura Hip Hop de Esteio
Ana Lenine – Marquise 51  
Mediador: Antônio Holfeldt – Presidente da Fundação Theatro São Pedro 
 10h20min – O Sistema "S" e suas ações culturais
 Victor Hugo – SESI - Ex Secr. Cultura do RS 
Silvio Bento – SESC – Coordenador de Cultura SESC
Mediador: Angela Martins - Instituto Tarcisio Michelon
11h -  Performance – A voz das Ruas      Coletivo Universo
11h10min – Os Impactos da Economia Criativa 
Paulo Waine – Gestor cultural – ex mINC e SEDAC
Ana Fagundes – Diretora de Economia Criativa da SEDAC 
Luciano Ballen – Prod. Festival Música de Rua Caxias do Sul
Mediador: Carmem Langaro – Secretária Adjunta de Cultura
12h30min – intervalo para almoço
14h - O Financiamento de Espaços Culturais
Emilio Kallil - Fundação Iberê Camargo
Tarcisio Falconi da Cunha – CTG da Restinga
Cristina da Rosa – Ponto de Cultura Quilombo do Sopapo
Mediação – Rafael Ban Jacobsen – Presidente da Academia Riograndense de Letras. 
15h10min - Performance de afirmação negra em honra a ancestralidade com Indiara Tainan e Thiago D’Ossanha
15h30min – A Visão dos Financiadores
Gustavo – Farinha Roseflor
Janine – Instituto Randon   
Mediador: Evandro Soares – Secretário Municipal de Cultura de Bento Gonçalves  
16h20min  – A Ausência de Financiamento 
Luciano Fernandes– Pres. Associação do Circo
Patrick Costa - Presidente do SINDIMUS
Fábio Cunha - Presidente do SATED
Mediação: Marcelo Mugnol – Jornal Pioneiro
17h30min – Audiência Pública - Ações Especiais do FAC
Condução: Carmem Langaro e Rafael Balle  
18h15min - Grupos de Trabalhos O financiamento à Cultura
Local: Salas de convenções no Dallonder Hotel
GT 1 – Lei de Incentivo a Cultura do RS
Mediadores: Marlise Machado, Jorge Stocking Jr,  José Edil de Lima Alves, Rogério Bastos,  
GT 2 – Fundo de Apoio à Cultura FAC
Mediadores: Moreno Brasil,  Airton Ortiz, Ivo Benfato, Otávio Capoano,  
GT 3 – Ações especiais do FAC
Mediadores: Marcelo Restori, Gisele Meyer, Paula Simon Ribeiro, Luis Antônio Pereira
GT 4 – O financiamento nos Municípios
Mediadores: Marco Aurélio Alves, Joyce Reis, Paulo Campos de Campos, Liana Richter 
20 horas – Espetáculo convidado: Bela, Eu Feroz - uma metáfora de nós mesmos. 

17.05.2019 – sexta feira
9h - Os Grandes Eventos e seu Financiamento
Iara Sartori – Festival de Cinema de Gramado – Gramadotur 
Nairoli Callegaro – ENART- Presidente do MTG
Jussara  Rodrigues – Feira do Livro de Porto Alegre
Mediação: Adriana Androvandi – Cultura Correio do Povo  
10h20min – O Município e a Cultura
Marcos André Piaia – Prefeito de Barra Funda
Josias Trento – Secretário de Cultura de Marau
Luis Marenco – Músico e Deputado Estadual 
Mediação: Prefeito Guilherme Pazzin 
11h40min - O Estado Financiador de Políticas Públicas 
Beatriz Araújo – Secretária de Cultura do RS  
Gilberto Freire Neto – Secretário de Pernambuco 
Mediação – Alexandre Lucchese – Editor de Cultura de ZH   
12h20min – Intervalo para almoço
14h – Encontro de todos os GTs para as elaboração das propostas a serem apresentadas sobre o financiamento a cultura ndo Rio Grande do Sul
16h –Audiência Pública da Comissão de Educação e Cultura da Assembleia Legislativa do RS  sobre o financiamento à Cultura
17h30min – Apresentação das Conclusões do Congresso
18h – Encerramento do Congresso

Fonte: 
Rogério Bastos
Assessoria Especial Eventos CEC

domingo, 23 de setembro de 2018

Mostremos valor, constância!


   
       No dia 20 de setembro, no tradicional desfile de cavalarianos, ocorreu uma homenagem ao Sr. Mario Nei Brondani, responsável pela Escolinha de Laço Matheus Brondani e escolhido Patrono dos Festejos Farroupilhas do município de Bagé. Emocionando a todos que assistiam, durante a passagem dos integrantes da Escola de Laço foram mencionados os objetivos da criação da Escolinha, bem como alguns dos itens do currículo do Sr. Brondani.
      Pra quem não conhece, o trabalho consiste na iniciação e treinamentos em Tiro de Laço e demais lidas de campo, tradicionais no Rio Grande do Sul. A Escola foi criada em homenagem a Matheus Brondani - filho do Sr. Mario e de Ana Rosa Brondani, que infelizmente foi uma das vítimas do acidente da Boate Kiss, em Santa Maria. 
   Somente durante a Semana Farroupilha passaram aproximadamente 700 crianças pelo Parque do Gaúcho, onde ocorrem as atividades da Escola de Laço. Além do atendimento ao público, o Sr Brondani auxilia na preparação de Peões, Guris e Píás que participam do Entrevero Cultural de Peões. É extremamente satisfatório ver a força dessa família, que num momento de perda, reverte esse sentimento em ações que favorecem no crescimento das crianças e de adultos que também acompanham as atividades, unindo gerações e fortalecendo a convivência familiar.

Certamente, Matheus está orgulhoso de vocês!

sexta-feira, 14 de setembro de 2018

Paixão por Paixão - O que te CHAMA?


         
Everton Soares e Thaís Jacinto
Ando um pouco afastada mas quem é do meio sabe bem, como é setembro!  Eu poderia escrever muito, sobre a história, sobre a simbologia, sobre as personalidades importantes do Movimento Tradicionalista Gaúcho. Mas, hoje, escolhi falar sobre energia.
         Eu faço parte do Movimento Tradicionalista há 12 anos, sou muito grata por tudo que aprendi e principalmente pelas pessoas que conheci, as histórias que tive a oportunidade de vivenciá-las ou ouví-las. Abri mão de algumas coisas (bastante) no decorrer desses 12 anos e continuarei, por mais 24, 36 ou 48 anos. Setembro, em particular já é nostálgico pra mim e aproveitando essa semana, quero pontuar algumas questões que são motivos essenciais para essa permanência.
            Tive (e tenho) uma base muito forte e o privilégio de aprender e ter meus mentores bem próximos a mim, pessoas exemplares, as quais eu escolhi (criteriosamente e em longo prazo) para compor minha família... família de coração, mas eu falo em coração mesmo. Conheci pessoas que estiveram dedicadas por muitas horas, a um objetivo coletivo, repetidamente - e aí chegamos no ponto que eu queria ressaltar -  por quê? O que  motiva cada passo no tablado? Conheci inúmeras prendas e conheço bem a caminhada dessas meninas, algumas se destacam por bons resultados no momento das provas, outras, pela essência, pela postura, pela conduta, pelo caráter. Se tem algo que reclamo, canso mas AMO fazer é estar perto de vocês. Aos leigos, beleza e simpatia. A nós, que temos ciência do caminho que vocês percorrem, nosso carinho e admiração.

Mariah e Miguel <3
    Nos últimos meses tenho acompanhado muitas prendas e peões, o que me fez permanecer mais perto do que eu gosto e acreditar um pouco mais em valores que os adultos vem deixando de lado. Eles falam em valores e princípios e muitas vezes não percebem o que, de fato, estão ensinando aos pequenos. 
       Mas, surpreendentemente, é com eles que a gente aprende mais, com menos experiência, sem tanta instrução, mas com amor, com essência verdadeira.Chegamos a um ponto, onde o resgate é outro. 
     As pessoas nos perguntam se estamos prontos para a Semana Farroupilha e a gente até responde, sem graça, que sim. Mas na verdade, nós não paramos! E nesse ritmo de janeiro a janeiro, porque nós escolhemos assim!  Setembro passa voando e quando percebemos já acabou. 
       A quem teve interesse e paciência de ler até aqui, eu peço atenção às crianças, aos novos adeptos, para que a nossa cultura, a nossa história e nosso povo não sejam admirados somente na Semana Farroupilha. Como venho enfatizando em minhas últimas postagens, “SEJAMOS CONSTANTES”. O Movimento merece, as crianças merecem, nós, merecemos!

O que te move? O que te CHAMA? Essa geração teve o privilégio de conhecer o legado de Paixão Cortês, ainda em vida. É nossa responsabilidade, agora, transmitir toda essa energia, essa paixão, às próximas gerações!
         


sábado, 25 de agosto de 2018

Debate e mais aprendizado no dia do Folclore

          No dia 22 aconteceu o 2º Fórum de Folclore e Cultura: fatores de desenvolvimento social, no C.T.G. Prenda Minha, em Bagé. O evento contou com a participação das quatro entidades bageenses - C.T.G. Sentinela da Fronteira, C.T.G. Prenda Minha, C.T.G. Pampa e Minuano e G.A.N. Capo Aberto - e ainda, do C.C.T.G. Lila Alves, de Pinheiro Machado e do C.T.G. Herança Paternal, de Dom Pedrito.
         Durante a noite foram apresentadas representações de lendas conhecidas do povo gaúcho, houve a Palestra sobre o tema central, com Rogério Bastos e em seguida o Fórum, com tradicionalistas locais. No debate, foram colocados em pauta, temas corriqueiros dos tradicionalistas, mas que merecem um pouquinho de reflexão, como por exemplo, a mudança dos valores que precisam ser resgatados, pois em 47, vivia-se em um contexto diferente de hoje.
           O evento foi organizado pelo jovem Eduardo Gusmão e pela Laura Berdet - Primeira Prenda da 18ª R.T., jovens extremamente ativos no Movimento e, ambos, do C.T.G. Prenda Minha.
Foto: Lauren Xavier dos Santos
      
       Inclusive, já vale registrar, que na semana passada, a prenda Laura, recebeu um prêmio de reconhecimento, pela Câmara Municipal de Vereadores de Bagé.

"Muitas vezes questionei em como seria a prenda que eu gostaria de ser, e eu nunca soube descrever… Após viver uma Ciranda Cultural de Prendas Regional, e de conquistar o título de 1ª Prenda da 18ª Região Tradicionalista, posso afirmar que todo o esforço e dedicação que tive, hoje é reconhecido e recompensado. No dia 16 de agosto, tive a honra de representar a juventude tradicionalista recebendo a Medalha de Honra e Mérito - Destaque Jovem. Não fui a única homenageada da noite, pois este evento homenageia todos os jovens que se destacaram em algum momento, e isso se torna ainda mais importante por ver que a nossa cidade também se preocupa com a juventude", destacou Laura.

         E os eventos continuam, no início de setembro já está marcado outro evento, também com foco na juventude, na cidade de Dom Pedrito, mas falarei melhor, a respeito, durante a semana.